Até 39 mil alunos podem ter sido prejudicados na nota do Enem

0
3242

Sem informar exatamente quantos estudantes foram prejudicados até agora, o Ministério da Educação (MEC) admitiu que foram encontrados erros na divulgação das notas do Enem 2019. O problema – até agora confirmado em provas aplicadas em Minas Gerais – foi constatado na identificação dos concorrentes e na respectiva cor de suas provas. Ao comunicar o problema, o ministro Abraham Weintraub disse que o número de afetados pelo erro seria de 0,1% do total de participantes. Horas depois, o presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), Alexandre Lopes, disse que seriam feitas verificações no banco de dados e que os erros podem afetar 1% dos candidatos, ou seja, 39 mil estudantes.
“Não sei qual é o número total. Ainda estamos rodando as bases de dados para verificações”, explicou Lopes. Mesmo admitindo os problemas na correção das provas e divulgação dos resultados, o MEC mantém para esta semana o prazo para a inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que começa nesta terça-feira e termina na sexta-feira. O Sisu permite que o candidato escolha uma das 128 universidades públicas em qualquer lugar do país. No entanto, para analisar em quais instituições o candidato tem mais vagas, ele precisa saber exatamente qual foi sua pontuação.

Fonte:Diário de Taubaté