Dr. Bruno fala sobre: A importância da castração em fêmeas

0
4009

Muitos donos de pet se sentem inseguros em levar seu animalzinho para castrar quando se trata de fêmea. Muitos tem medo da anestesia e encaram esse procedimento como algo perigoso e que pode afetar a saúde de sua cachorrinha ou gata.

Primeiro, é preciso entender por que é preciso castrar:

A cadela entra no cio duas vezes ao ano a partir de 8 meses de idade, isso atrai os cães machos causando uma série de transtornos, como “avanços inesperados”, sangramento constante durante 7 a 10 dias, alteração de comportamento. No casos das gatas, elas podem ciclar mensalmente após o primeiro cio, que também ocorre em torno de 8 meses de idade, uma vez que ele é induzido pela luminosidade, elas costumam ficar mais ariscas, vocalizar intensamente, gerando uma situação de muito stress, uma vez que o instinto a leva a querer fugir para acasalar.

A castração é um procedimento cirúrgico que deve ser realizado em clínicas especializadas, e consiste na remoção do útero e ovários da fêmea. A anestesia mais indicada nesse procedimento é a epidural, seguida da anestesia geral inalatória. A presença de um anestesista, exames pré cirúrgicos e a anestesia ideal para o procedimento e paciente são fundamentais para a segurança e redução de riscos que, dessa forma, giram em torno de 0,03%, muito baixo se comparado aos riscos da não castração.

A saúde é um dos fatores mais importantes para castrar uma fêmea, tendo em vista que a cirurgia de castração reduz significativamente, em torno de 70%, o risco da fêmea de desenvolver câncer de mama.

Foram realizados estudos recentes e constatado que a expectativa de vida dos cães e gatos castrados aumentam em relação aos não castrados. As fêmeas castradas vivem em média 26% a mais.

Veja outras vantagens da castração das fêmeas:

  • Câncer – As chances de surgimento de tumores de mama são reduzidas;
  • Câncer – As chances de surgimento de tumores no sistema reprodutor são eliminadas;
  • Infecções – As chances de infecções no útero (PIOMETRA)são eliminadas;
  • Aumenta a expectativa de vida;
  • Evita transtornos e o stress da fêmea durante o cio;
  • A possibilidade de gravidez psicológica ( induzida por desequilíbrio hormonal) e suas consequências são eliminadas;
  • Não há fugas, brigas e crias indesejadas;
  • Seu pet fica mais controlado e menos arisco.

Essas são algumas das principais vantagens da castração da fêmea, sendo a principal a saúde de seu pet.