Dr. Bruno fala sobre: Doenças oculares em animais

0
3991

Os animais também são afetados com doenças oculares e quando não percebidas prejudicam as atividades do cachorro no dia a dia e algumas delas são bastante semelhantes com as que afetam os humanos.

As doenças oculares têm causas variadas, podendo ser desenvolvidas por conta de traumas, infecções e alergias.

Como perceber que meu animal está com um problema  ocular?

Uma rotina corrida muitas vezes impede que nos atentemos a detalhes importantes na saúde do nosso bichinho, contudo, é interessante ficar atento ao cuidado dos olhos deles.

Há sintomas que podem ser percebidos em animais que apresentam doenças oculares, como:

  • Visão embaçada
  • Olhar perdido
  • Queda constante

Doenças oculares

Olho Seco

Ocasionado pelo ressecamento da superfície ocular, por lacrimejamento insuficiente. É uma doença provocada por fatores como dormir de olhos abertos, pelos grandes tocando no olho, herança genética (raças pré-dispostas), etc.

Um dos principais sintomas é a secreção ocular (remela), que pode ser observado pela quantidade de vezes que você precisa limpar os olhos, o normal é 1 vez ao dia.

Ao primeiro indício de ressecamento, leve seu amigo ao veterinário para evitar possíveis problemas e o desenvolvimento de doenças oculares.

Úlcera de córnea

Provocada por um trauma ocular como brigas entre cães, gatos, arranhões, coceira, etc,  é uma doença que mais causa perda da visão em animais,  principalmente pela demora de levar o pet ao veterinário.

Prevenção da doença ocular em animais

Dessa forma, o cuidado com os olhos dos animais é algo que precisa ser feito constantemente para evitar doenças oculares e até mesmo perda de visão. Assim, é necessário que adote 2 hábitos bem simples com seu bichinho:

  • Observação
  • Limpeza nos olhos diariamente

E aí, o que achou? Esperamos que esse artigo tenha sido proveitoso para você. Até a próxima!

 Síndrome canina pode provocar perda da visão

Fique atento aos sinais que o seu cão pode dar quanto a possíveis inflamações nos olhos e alergias na pele

Uma dermatite autoimune que pode levar o cão à perda total da visão. Assim é a Síndrome Úveo Dermatológica (SUD), doença que entre os humanos é conhecida como Síndrome Vogt-Koyanagi-Harada.

O tratamento da síndrome consiste em altas dosagens de corticoide, tanto por via oral, com a utilização de comprimidos, como por meio tópico, com a aplicação de colírio.

A veterinária diz que o tratamento pode ser para a vida toda do cão, mas há casos em que o quadro de inflamação é reversível, possibilitando uma frequência diferenciada no uso dos medicamentos.

É possível um diagnóstico precoce, o que permite um maior controle da doença, evitando a cegueira do cão. No entanto, muitas vezes, quando o animal manifesta a inflamação, a síndrome já está em alto grau. Para todos os casos, é essencial o acompanhamento de um veterinário especializado em Oftalmologia. “Este acompanhamento pode prevenir muitos males na visão”.