Engenheiros aprovam proposta da Embraer para nova suspensão temporária de contratos

0
3826

Engenheiros da Embraer aprovaram nesta terça-feira (9) uma proposta da empresa para um novo layoff (suspensão temporária dos contratos) para categoria. A medida foi justificada pela Embraer como ação de enfrentamento ao coronavírus.

Segundo o Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo, cerca de três mil profissionais participaram da assembleia virtual e aprovaram o acordo. A empresa conta com pouco mais de quatro mil engenheiros.

O sindicato afirmou que o layoff deve abranger entre 500 e mil funcionários, que não terão alteração nos salários.

A suspensão temporária pode ter duração de dois a cinco meses – exceto para quem já cumpriu afastamento antes – nesse caso, o prazo máximo deverá ser de três meses.

Em abril, a categoria já havia aprovado uma proposta de layoff e redução de salários e jornada para quem seguisse trabalhando de forma remota.

G1 procurou a Embraer e aguarda retorno sobre aprovação da medida. Antes, a empresa havia informado que a medida é reflexo da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

“A crise da Covid-19 continua exigindo medidas para preservar a saúde e a segurança dos colaboradores e ainda formas de minimizarmos os impactos severos ao nosso negócio”, afirmou.

Parte dos trabalhadores segue atuando na fábrica ou home office, mas a maioria dos metalúrgicos seguia em layoff até 22 de junho.

Fonte: G1