Ford de Taubaté retoma produção após 100 dias de paralisação pelo coronavírus

0
3643

A produção da empresa foi paralisada em 23 de março; trabalhadores estão seguindo novos protocolos de saúde

A Ford retomou a produção na planta de Taubaté nesta quarta-feira (1) após 100 dias com os funcionários afastados por causa da pandemia da Covid-19. Desde o dia 23 de março os 790 funcionários da planta estavam de férias coletivas. Para a volta ao trabalho, já existem protocolos de saúde que precisam ser seguidos pelos trabalhadores.

A princípio, o trabalho presencial era pra ser paralisado durante apenas 20 dias, do dia 23 de março ao dia 13 de abril, mas o período de afastamento foi aumentado em virtude do crescimento de casos de coronavírus no país e na região. De acordo com o Sindimetal (Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região), a planta da Ford em Taubaté conta com 790 funcionários.

No Brasil, a Ford conta com três plantas, uma em Taubaté, uma em Camaçari, na Bahia e outra em Horizonte, no Ceará. No Vale do Paraíba e produção foi retomada nesta quarta-feira (1), na Bahia, a produção voltou a acontecer no último dia 22 e no Ceará ainda não existe uma data para o retorno da produção.

Os funcionários terão que preencher um avaliação de saúde, além de terem que aferir a temperatura na chegada ao trabalho e o uso de máscaras, que será obrigatório.

A empresa também tomou medidas para prevenir a propagação dentro da fábrica, o distanciamento dentro do serviço será considerado essencial, inclusive nos refeitórios. Em serviços onde não seja possível realizar sem comprometer o distanciamento, os funcionários devem usar proteção facial e óculos de segurança. O período de intervalo entre os turnos será maior para a empresa fazer limpezas com mais frequências durante o dia.

O número exato de funcionários que retornam ao trabalho não foi informado, mas o retorno será gradual conforme o ritmo de produção.

Fonte: Meon