INICIA NESTA 2ª FEIRA A NOVA FAIXA ETÁRIA DE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19

0
4357

Nesta segunda-feira, dia 31, a Prefeitura inicia a vacinação contra Covid-19 para uma nova faixa etária em Taubaté. São as pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Beneficio de Prestação Continuada – BPC de 40 a 59 anos de idade, pessoas com comorbidades de 40 a 59 anos.

A imunização também segue com a aplicação da 1ª dose para as pessoas com Síndrome de Down de 18 a 59 anos de idade, 1ª dose para gestantes com comorbidades e puérperas com comorbidades, 1ª dose para motoristas e cobradores do transporte público coletivo urbano. Já aplicação da 2ª dose continua para os idosos de 67 anos, idosos de 80 a 84 anos e trabalhadores da educação.

A prefeitura pede atenção as pessoas para que verifiquem sua classificação na Tabela criada pelo Governo do Estado que relaciona as comorbidades incluídas como prioritárias para vacinação.

É imprescindível levar uma cópia, que ficará retida com os agentes da saúde no ato da vacinação, da prescrição médica, laudo ou outro dos documentos relacionados que comprovem as comorbidades.

O horário de vacinação permanece das 8h até as 15h30 e o cronograma com os locais e as quantidades de vacina são:

  • A 1ª dose da vacina Astrazeneca para as pessoas com Síndrome de Down de 18 a 59 anos,pessoas com Deficiência Permanente de 40 a 59 anos cadastradas no Programa de Beneficio de Prestação Continuada – BPC e para as pessoas como comorbidades de 40 a 59 anos serão aplicadas: Drive Thru na Avenida do povo – 1000 doses. E nas salas de vacinação da UBS Mais Aeroporto – 420 doses, UBS Mais Chacara Reunidas Brasil – 350 doses, UBS Mais Gurilândia – 410 doses, UBS Mais Três Marias I – 350 doses, Pamo São Carlos – 350 doses, Pamo Imaculada – 350 doses, Pamo Bonfim – 350 doses, ESF Jaraguá – 455 doses, UBS Mais Mourisco – 350 doses, ESF Planalto – 555 doses, ESF Novo Horizonte – 450 doses, ESF Santa Isabel – 455 doses.
  • A 2ª dose da vacina AstraZeneca para os idosos de 80 a 84 anosserão aplicadas: Salas de Vacinação ESF Ana Rosa – 200 doses, ESF Vila São José – 170 doses, ESF Marlene Miranda – 222 doses, ESF Água Quente – 95 doses, ESF Estoril – 185 doses, ESF Continental – 260 doses, Pamo Bosque da Saúde – 93 doses, Pamo Estiva – 230 doses.
  • A 2ª dose da vacina Coronavac para os idosos de 67 anos e 2ª dose para os trabalhadores da educaçãoserão aplicadas no Pamo Baronesa.

É importante que os idosos levem a carteira de vacinação da Covid e também a da gripe para verificação pelo agente de saúde, pois há a necessidade de intervalo de pelo menos 15 dias entre uma vacina e outra.

Atenção para a aplicação da 1ª dose, o idoso deve levar impresso e preenchido o formulário disponível em www.vacinaja.sp.gov.br.

  • A 1ª dose da vacina Coronavac para as Gestantes com comorbidade e Puérperas com comorbidadeserão aplicadas no Centro da Mulher – 453 doses (Rua Benedito Cursino dos Santos, 202 – Centro).
  • A 1ª dose da vacina AstraZeneca para Motoristas e Cobradores do transporte público coletivo urbanoserão aplicadas na ESF Vila Marli – 95 doses.

Atenção para as pessoas com Síndrome de Down de 18 a 59 anos aos documentos necessários que deverão ser apresentados no ato da vacinação juntamente com uma cópia: Laudo médico que indique a deficiência; deverão apresentar um comprovante em versão original que demonstre sua comorbidade, podendo ser utilizado laudos, declarações, prescrições médicas ou relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde, CPF ou CNS do usuário, assinado e carimbado, constando o CRM do (a) médico (a).

A prefeitura pede atenção aos indivíduos pertencentes ao grupo de pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) que deverão comprovar ser beneficiário para vacinação, assim como sua deficiência por meio dos seguintes documentos que deverão ser apresentados juntamente como uma cópia: laudo médico que indique a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público que indique sua deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência ou qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência, deverão apresentar um comprovante em versão original que demonstre sua comorbidade, podendo ser utilizado: laudos, declarações, prescrições médicas ou relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde, CPF ou CNS do usuário, assinado e carimbado, contendo o CRM do (a) médico (a).

Fonte: https://www.taubate.sp.gov.br