Nova vacina contra febre amarela está em análise na Fiocruz

0
311
WJVACINAS7 - RJ - 17/01/2018 - VACINAS / FEBRE AMARELA / FIOCRUZ - CIDADES OE - Movimentação de funcionários na câmara fria, onde ficam armazenadas as vacinas contra a febre amarela, da Fundação Oswaldo Cruz, na tarde desta quarta-feira, 17, na zona norte do Rio. No ano passado, a Fiocruz produziu 64 milhões de doses da vacina contra a febre amarela -- o triplo do que vinha sendo produzido nos anos anteriores. Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO
Fiocruz. Modelo atual só será substituído se novo imunizante oferecer a mesma segurança Foto: Wilton Júnior/Estadão

Projetos da Fundação Oswaldo Cruz têm como foco pessoas que não podem tomar o imunizante atual

BRASÍLIA – A Fundação Oswaldo Cruz inicia no próximo ano testes clínicos com dois novos modelos de vacina contra febre amarela. A ideia é ampliar o arsenal de prevenção contra a doença, provocada por um vírus cuja circulação está em franca expansão.Um dos projetos está sob o comando da Fiocruz de Pernambuco. O centro estuda a eficácia de um imunizante preparado com base no material genético do vírus. No segundo projeto, desenvolvido na Fiocruz do Rio, pesquisadores trabalham em um modelo feito com base no vírus de febre amarela inativado. A vacina atual, de 1937, utiliza o vírus atenuado.O vice-presidente da Fiocruz, Marco Krieger, em entrevista ao Estado, afirmou que os projetos em andamento não têm como objetivo, necessariamente, substituir a vacina atual. “Ela tem um efeito protetor muito alto. Novas vacinas produzidas com outras tecnologias geralmente não têm uma eficácia tão elevada”, disse. A vacina atual somente seria totalmente substituída por modelos mais recentes caso a proteção alcance o mesmo nível, conta.