Transporte público na cidade está um caos

0
633

O transporte público em Taubaté vem sendo motivo de muitas reclamações por toda a cidade. Os usuários que necessitam se locomover de um bairro para outro, ou dos bairros para o centro, estão passando por dificuldades enormes.

O desrespeito ao contrato de concessão firmado com o município, os atrasos nos horários pré-estabelecidos das linhas de ônibus, a incompatibilidade de horários com o aplicativo CittaMobi e a falta de abrigos de ônibus são alguns dos motivos que levaram vereadores de Taubaté a apresentarem no dia 16, um pedido de abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para avaliar os serviços da ABC Transportes.

Além dos fatores elencados acima, os vereadores apontam a falta de ônibus nas linhas onde o Tctau (Transporte Complementar de Taubaté) deixou de operar, a proporção de veículos adaptados para cadeirantes em número menor que o estabelecido contratualmente, a má conservação dos veículos, a falta de cordialidade de alguns funcionários, o desrespeito a determinadas legislações municipais e a quantidade de ônibus em circulação, com a consequente superlotação em horários de pico.

O requerimento nº 338 foi assinado pelos vereadores Guará Filho (PR), Boanerge (PTB), Dentinho e Rodson Lima Bobi, do PV, Diego Fonseca (PSDB), Douglas Carbonne (PCdoB), Gorete (DEM), Jessé Silva (SD), Maria das Graças Gonçalves (PSD), Nunes Coelho (PRB) e Vivi da Rádio (PSC).

No dia 12, outro requerimento com teor semelhante começou a ser discutido. De número 322, O documento tem autoria da vereadora Loreny (PPS) e pede a avaliação dos serviços de transporte público. Esta propositura consta como 10º item da ordem do dia da sessão de segunda-feira, 19.

Fonte: Diário de Taubaté e Região