Vigilância Epidemiológica de Taubaté investiga morte por doença viral

0
638

A Vigilância Epidemiológica de Taubaté investiga a morte de um rapaz de 19 anos na madrugada de quinta-feira, dia 15 de março. O quadro diagnóstico indica a suspeita de doenças virais, entre elas a influenza. Amostras foram coletadas e encaminhadas para análise no instituto Adolfo Lutz. A expectativa é de que os resultados fiquem prontos em cerca de 15 dias.

Taubaté é uma das unidades sentinela para o monitoramento de casos de influenza no Estado de São Paulo. No ano passado foram registradas 13 mortes no município, sendo a última delas em 21 de dezembro. Do total de mortes, 5 foram pelo vírus H3N2 e 8 pelo vírus Influenza B.

O Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como formas de prevenção: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar com papel descartável, evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal, entre outros.

Em caso de síndrome gripal, a recomendação é procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus. Por isso, as medidas de prevenção são tão importantes, particularmente durante o período de maior circulação viral.

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

De acordo com o Ministério da Saúde, a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza está prevista para ocorrer no período de 16 de abril a 25 de maio de 2018, sendo 05 de maio, o dia de mobilização nacional. Taubaté atingiu 101,3% de cobertura vacinal, com mais de 62 mil doses da vacina aplicadas. A partir da próxima semana devem ter início os treinamentos das equipes dos serviços de saúde para a detecção da doença.

Fonte: Diário de Taubaté e Região